Respondendo as 9 principais dúvidas sobre videoconferência

Perguntas frequentes sobre a videoconferência

Apesar de muitas organizações e pessoas estarem habituados com a videoconferência, muitas delas ainda não conhecem o suficiente e têm muitas dúvidas a respeito, por isso, nós separamos as perguntas mais frequentes que recebemos de nossos clientes para responder, veja nosso post e descubra se sua pergunta foi respondida também.

1. Quais órgãos do governo usam videoconferência?

Hoje, muitos órgãos usam videoconferência no Brasil, não se prendendo apenas a órgãos federais de justiça, que já usam videoconferência para audiências, depoimentos e questões internas há anos, mas também em universidades, órgãos estaduais, órgãos do fisco etc. Abaixo, destacamos alguns dos órgãos que usam videoconferência em sua rotina de trabalho.

Universidade Federal do Ceará, Tribunal Regional Federal da 5a Região (JFCE, JFPE, JFAL, JFPB, JFRN e JFSE) Ministério da Fazenda/BA, Justiça Federal do Rio Grande do Sul, Ministério do Planejamento, Instituto Fed. De Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará, Universidade Federal do Mato Grosso do Sul.

2. O que é preciso ter para fazer uma boa chamada de videoconferência?

Existem muitos tipos de equipamentos e serviços, porém, dependendo do ambiente e de quantos participantes, precisará apenas de boa conexão de internet, um celular ou computador.

Os equipamentos ideais são definidos conforme algumas informações, por exemplo a quantidade de participantes na sala, pontos a serem conectados etc.

Se quer saber qual equipamento atenderia a sua demanda, fale conosco.

3. Qual o consumo de internet para videoconferência?

As videoconferências profissionais costumam consumir 50% menos de banda de internet durante uma chamada, comparada a ferramentas gratuitas.

Acredite se quiser, mas a videoconferência profissional faz uma chamada em alta definição usando 512kbps, menos de 1 mega para uma chamada com ótimo desempenho.

No caso da Polycom, foi desenvolvida uma tecnologia chamada LPR em seus sistemas, para a redução de perda de pacote durante a chamada, ou seja, além de consumir menos do seu link de internet ainda auxilia na perda de pacote.

Mesmo que você consiga utilizar bem a videoconferência gratuita, em algum momento ela vai te trair, seja atrapalhando a qualidade de chamada, seja travando, atrasando ou não funcionando mesmo.

4. Compartilhamento de conteúdo diminui a qualidade da chamada?

Não. Inclusive, é possível escolher a qualidade desejada para a videoconferência e ela vai seguir conforme configurado.

Existem alguns poréns, como a sua conexão de internet, sala virtual que esteja usando, mas no todo, o compartilhamento de conteúdo não deve diminuir a qualidade da chamada.

5. O que a pessoa do outro lado da chamada de videoconferência precisa ter para se conectar com um equipamento profissional?

Depende do protocolo que o equipamento/software utiliza, normalmente, cada ferramenta tem o seu próprio, no entanto, algumas videoconferências profissionais, como o caso da Polycom, adotam o padrão mundial de comunicação e facilitam a vida do usuário, já que é possível se comunicar entre diferentes marcas, porém mantendo a segurança da criptografia.

Os protocolos usados são SIP e H.323.

6. Se eu usar o Skype com uma webcam, tenho o mesmo resultado de um Polycom?

Não. Apesar de ser fácil confundir a videoconferência profissional com as outras plataformas gratuitas, as duas são bem diferentes.

Alguns pontos cruciais que diferenciam o uso de uma ferramenta profissional da gratuita são:

Qualidade de conexão;

Menor uso de link de internet na chamada profissional;

Interoperabilidade e;

Segurança na chamada.

Se quiser saber mais sobre essas diferenças, acesse esse post.

7. Como funciona a licença multiponto na Polycom?

Essa é uma pergunta que escutamos diariamente em nosso atendimento. No caso da Polycom, existem algumas formas de conexão multiponto:

Via licença, linha Group:

Na linha Group, dois endpoints tem capacidade de fazer chamadas multiponto, Group 500 e Group 700, porém, através de licença.

Os equipamentos já vêm habilitado para participar de chamadas simultâneas, no entanto, para que essa chamada possa ser feita a partir dele, é necessário adquirir a licença multiponto.

O Group 500 consegue fazer 6 (5+1) chamadas simultâneas e o Group 700 (7+1).

Via serviço na nuvem:

Sim, é totalmente possível contratar um serviço na nuvem para as chamadas multiponto e existem também algumas possibilidades para se conectar.

Você pode locar uma sala virtual, escolhendo a quantidade de pontos que pretende conectar e pagar o serviço de forma mensal.

Assim, quando quiser fazer uma chamada, basta apenas que cada participante entre na sala virtual chamando seu IP.

Há também um serviço em que você pode agendar as chamadas e enviar links para que os participantes entrem na chamada, o melhor deste tipo de serviço é que seu convidado não precisa necessariamente ter uma plataforma SIP ou H.323.

Via Unidade Controladora de Multiponto:

A MCU é indicada para chamadas acima de 8 participantes, contudo, a diferença dele para o serviço na nuvem é a de que com essa opção, usa-se um serviço diferente da sala de videoconferência e é necessário a aquisição, em que o valor é bastante considerável.

Como as plataformas da Polycom são interoperáveis, é possível fazer chamadas com outras plataformas usando seus equipamentos, como, por exemplo, o Skype For Business, no entanto, precisa consultar sua plataforma.

8. Todos os equipamentos Polycom têm o mesmo nível?

A Polycom tem diversos equipamentos e softwares que atendem a qualquer possibilidade de chamada, no entanto, se estamos falando do nível de qualidade, sim, todos estão no mesmo nível.

Mas se falamos de outros fatores, como suporte ao tamanho de sala, qualidade de áudio e vídeo e outros, é necessário consultar um especialista, são muitas opções e cada um deles tem seu uso específico e característica, inclusive a caráter financeiro.

Mas nós podemos te ajudar a saber que equipamento atende a sua demanda, basta falar conosco.

9. Por que videoconferência profissional tem custos se eu posso usar uma plataforma grátis?

A videoconferência profissional oferece diversos itens a mais do que a gratuita, usar sistemas de videoconferência na internet pode ser extremamente perigoso, com a profissional você tem boa qualidade, usa menos internet do que a amadora, por exemplo, mas existem mais vantagens que já falamos no item 7.

Então, respondemos as suas dúvidas? Se ainda não, sem problema! Você só precisa entrar em contato com a gente, sem custo nenhum, você fica sabendo de tudo que quiser com a nossa ajuda. Para mais conteúdos como este, não esqueça de assinar nosso newsletter, que fica ao final da página.

Curiosidades, Videoconferência

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *