Já ouviu falar em telemedicina? Saiba mais sobre o assunto

medicos conversando em uma videocoferencia

A telemedicina já é uma realidade para diversos profissionais da saúde, mas a verdade é que muitos outros nunca ouviram falar nessa solução que pode ser de muita ajuda. Por isso, nós separamos aqui tudo que você precisa saber sobre telemedicina.

O que é telemedicina?

A telemedicina é um processo otimizado para acompanhamento de pacientes. Em que os profissionais podem dialogar, trocar informações, enviar e analisar exames para que torne mais fácil e rápido o atendimento de pacientes e processos da área da medicina.

Por isso, a telemedicina abrange toda e qualquer prática médica feita a distância entre médico e paciente, independentemente do que é usado nessa comunicação, ou seja, é o uso de telecomunicações e tecnologia para a atenção médica.

Os exames, por exemplo, que são entregues e avaliados de forma digital são uma ferramenta da telemedicina.  

O grande ideal da telemedicina é tornar os processos mais rápidos e menos dolorosos, com a mesma qualidade de consultas e monitoramentos feitos pessoalmente.

A telemedicina existe no Brasil?

Sim, hoje a prática da telemedicina já é bem disseminada. O simples ato de entrar em seu computador ou smartphone para ver o resultado de um exame em um site ou aplicativo é uma característica da telemedicina.

Nos últimos anos, as instituições de saúde, órgãos reguladores e empresas do ramo da saúde têm tentado se modernizar e melhorar os seus processos

No entanto, a telemedicina vai muito além disso.

Telemedicina está presente em alguns lugares

Consultas

A teleconsulta tanto pode ser feita entre médico e paciente, quanto de médico para outro médico.

Quando um paciente precisa conversar com seu médico enquanto está fora ou quando um médico quer manter contato com outro especialista de certa área para tirar dúvidas ou buscar aconselhamento.

Assistência

A teleassistência é feita para que o médico possa monitorar o paciente. Isso acontece principalmente quando o paciente se encontra fora do ambiente físico do hospital, em sua residência ou em algum centro de saúde em que seu médico não esteja.

Tele-educação

Sendo um dos setores mais utilizados pela telemedicina, a teleducação já é explorada por diversas universidades do Brasil.

O foco é capacitar novos profissionais a distância, mantendo-o atualizado e preparado para as situações cotidianas do médico.

Para isso, são feitos palestras, aulas, programas de reciclagem e e-learning. Levando e trocando conhecimento sobre novas práticas e atualizações.

Dentre as instituições de ensino que possuem núcleos de telemedicina estão a Universidade Federal de Goiás, Faculdade de Ciências Médicas, Universidade Federal de Santa Catarina e Universidade Federal de Campina Grande.

Telessaúde

O conceito vai além da medicina e é usado por todas as áreas da saúde com as mesmas premissas. Sendo possível manter essa comunicação com nutricionistas, psicólogos, preparadores físicos e qualquer profissional de saúde.

Outros

Emissão de laudos à distância;

Troca de informações entre instituições da área da saúde;

Cirurgia robótica (sim, cirurgias à distância);

Reuniões de profissionais da saúde.

A tecnologia veio para transformar nosso cotidiano.  Tornar nossas vidas mais práticas e nada mais prático do que poder aprender, ser consultado ou até mesmo ter a vida facilitada pelo uso da tecnologia. Mesmo a medicina, que parecia, para alguns, mais complexa de sofrer esse tipo de mudança, avança para novos rumos. Você sabia que a telessaúde existia? Deixe seu comentário!

Sem categoria

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *