06/07/2018

Videoconferências em universidades: por que adotar essa prática?

videoconferencias-em-universidades-por-que-adotar-essa-pratica.jpeg

O advento da tecnologia, fator que surgiu para facilitar as operações, já é uma realidade dentro do mundo educacional. Em universidades, principalmente as federais, a questão tecnológica ganha cada vez mais força. 

Um dos itens que merece ser destacado é o uso de videoconferências em universidades. Mais do que um novo recurso que veio para somar, ele surgiu para revolucionar algumas práticas comuns do dia a dia acadêmico. 

Para entender mais sobre como isso acontece, prossiga a leitura e conheça os benefícios trazidos pela utilização de videoconferências em universidades.

Vantagens de utilizar a videoconferência

As vantagens trazidas por essa ferramenta são diversas. Então, a melhor maneira de explicá-las é detalhando uma a uma. Confira!

Palestras com professores de outras instituições 

A troca de informações e conhecimento é uma prática rotineira nas universidades. Porém, a questão do deslocamento e até mesmo a impossibilidade trazida pela distância tornam esse processo mais difícil.  

Por meio da videoconferência, é possível realizar palestras com profissionais de outras instituições e, também, com pessoas que não são do meio acadêmico, mas são uma referência na área de estudo ou de algum nicho complementar a ela.  

Se pegarmos um evento tradicional como a semana acadêmica, vemos o quanto ela pode ser mais diversificada com o uso de videoconferências, aumentando, assim, o leque de opções e sem perder a capacidade de interação, fator que é muito importante em momentos como esse. 

Aulas magnas 

As aulas magnas são tradicionais dentro da universidade e representam uma espécie de cartão de visitas de um curso. Para fugir da mesmice, o corpo docente sempre busca inovar e criar uma aula inaugural realmente atrativa. 

O uso de videoconferências em universidades se soma a essa busca de maneira bastante favorável. Com esse recurso, é possível, por exemplo, contar com um convidado especial para o evento sem a necessidade da presença dele no local.

Fora que, mostrar, em um momento como esse, que a universidade está ligada às tendências tecnológicas mais modernas é uma excelente forma de ganhar pontos com os alunos e deixá-los empolgados para a sequência das atividades. 

Reuniões internas 

Essa prática já é adotada nas empresas e pode, também, ser aplicada nas universidades. Fazer reuniões utilizando o recurso da videoconferência representa economia (de tempo e dinheiro), agilidade e elimina possíveis ausências por causa da distância. 

Na Unifesp (Universidade Federal de São Paulo), há um programa que incentiva o uso de videoconferência, para o qual foram comprados kits próprios para possibilitar as transmissões e cuja abrangência já se estende a vinte ambientes. 

Isso permite a realização de reuniões entre profissionais e gestores de campus diversos, trazendo, assim, um ganho logístico imenso. Lembra que falamos acima que uma das vantagens de usar videoconferências em universidades é a redução de custos

Há um impacto ainda maior nesse quesito quando falamos de universidades federais, já que para custear as idas e vindas de reuniões são utilizados recursos públicos. Junto a isso, existe um grande benefício ao meio ambiente trazido pela menor circulação de veículos para conduzir os colaboradores da instituição. 

Por fim, vale citar a ajuda que as videoconferências trazem para a tomada de decisões, especialmente aquelas mais estratégicas, o que pode ser feito em qualquer hora e lugar e contribui de forma significativa para o aumento da produtividade. 

Defesas de TCC e afins 

Defesas de TCC, teses e dissertações podem ser feitas por meio de videoconferências. Apesar de ser uma prática que ainda está no começo, ela já é vista com bons olhos. 

Utilizar videoconferências para as defesas de trabalhos acadêmicos permite otimizar o uso de recursos e, também, de tempo. Uma grande vantagem é reduzir a distância entre todas as partes envolvidas, tais como docentes da banca avaliadora, docentes convidados e outros. 

Inclusive, há a possibilidade da participação de profissionais de outros países, ou seja, o uso de videoconferências em universidades é um jeito bastante prático de internacionalizar o processo. 

Integração com outras instituições 

Assim como é benéfico para reuniões internas, um sistema de videoconferências é vantajoso, também, para reuniões externas. E mais do que isso: ele permite que haja uma integração mais completa com outras instituições. 

A parceria entre universidades (e faculdades) é bastante comum e tem como principal intuito a complementação de trabalhos. Para que isso seja possível, é necessário haver um compartilhamento de informações que realmente funcione. 

Por meio de videoconferências, esse compartilhamento fica facilitado e pode acontecer em tempo real, trazendo mais consistência ao processo e criando uma cultura colaborativa entre as partes. 

Armazenamento das informações

Por meio de backups específicos, é possível fazer um armazenamento seguro das informações de videoconferências. Logo, uma aula transmitida por essa modalidade pode ser apresentada posteriormente para outros alunos, assim como qualquer informação contida em outras transmissões do tipo. 

Se determinada informação discutida em uma reunião gerou dúvidas, poder acessá-la novamente para eliminar qualquer questionamento é um ganho de produtividade imenso. 

Como o uso de videoconferências em universidades vai se tornar cada vez mais comum, essa capacidade de armazenamento também representa a possibilidade de guardar uma parte da história da instituição. 

Equipamentos para videoconferências 

Depois de ver as inúmeras vantagens, você deve estar pensando como fazer para ter um sistema de videoconferência eficiente. Sabendo que essa tecnologia não está mais restrita somente a grandes empresas, logo se vê que há opções para todos os bolsos e necessidades. 

Então, investir em equipamentos de videoconferência exige um processo de pesquisa aprofundado, afinal a ideia é adquirir recursos que possuam capacidade técnica e, também, uma boa durabilidade. Principalmente, considerando que o uso deles tende a aumentar com a popularização da ferramenta. 

Essa constância no uso mostra que a compra de equipamentos tem um custo-benefício excelente, pois evita-se despesas com aluguel e facilita o acesso a eles dentro da instituição.  

Quando se encontra um fornecedor de equipamentos confiável, há uma realidade favorável para ampliar o uso desse recurso, o que acontece de forma gradual por se tratar de um processo ainda recente.

Sendo assim, investir em qualidade hoje tem um impacto positivo nas próximas compras, pois uma experiência qualificada é o que rege a continuidade da parceria. 

E, dentro dessa boa experiência proporcionada em relação aos equipamentos de videoconferência, um dos itens que deve estar presente é a capacidade de suporte oferecida, pois toda implementação tende a gerar dúvidas no começo. 

Com esses tópicos, ficou fácil entender o quão vantajoso é o uso de videoconferências em universidades e o impacto produtivo que ele pode trazer para o cotidiano acadêmico, mostrando que essa não é apenas uma nova tendência, mas, sim, um recurso que veio para ficar e transformar a maneira com que tarefas tradicionais são feitas. 

E que tal contar com a nossa expertise para lhe ajudar a implementar ou aprimorar o seu sistema de videoconferências? É simples, basta entrar em contato conosco e contar mais sobre o seu projeto!

Videoconferência

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *