11/10/2016

45% das empresas brasileiras usam videoconferência para recrutamento

Recrutamento por videoconferência

Os recursos de videoconferência para recrutamento estão cada vez mais no radar das empresas que buscam por uma ferramenta complementar para o processo de seleção.

Os dados são impressionantes: as entrevistas por videoconferência podem reduzir em até 83% o tempo de triagem de entrevistas, uma vez que o tempo gasto em entrevistas presenciais cai consideravelmente. O resultado disso é um encurtamento do processo seletivo como um todo, trazendo mais eficiência para o negócio.

Ficou interessado nessa ferramenta? Então aproveite o post de hoje para descobrir como a videoconferência pode ajudar no processo de recrutamento de uma empresa:

Quais os benefícios da videoconferência para recrutamento?

Como dissemos ali em cima, um estudo realizado pelo Compleo ATS (Applicant Tracking System) mostra que recursos de videoconferência trazem excelentes benefícios para as organizações.

Wagner Costa Santos, diretor do Compleo ATS, avalia que os números mostram a maturidade do mercado. “Hoje, mais do que nunca, as empresas precisam investir em opções que otimizem e aperfeiçoem este processo, tornando-o mais rápido e eficiente. Neste sentido, a entrevista por vídeo tem se mostrado não só uma tendência, como também uma alternativa para reduzir custos e otimizar o tempo dos entrevistadores e dos entrevistados”, diz.

Outro dado interessante é a diminuição do tempo gasto no processo seletivo, citado como principal benefício do uso da videoconferência por 56,86% dos recrutadores. A maior autonomia para controlar a agenda de entrevista, por sua vez, foi citada por 51% dos entrevistados, enquanto fatores como colaboração e compartilhamento somaram 25,4%. Para 45,10%, o aumento do alcance de candidatos potenciais é a principal contribuição gerada pela entrevista por vídeo.

Essa ferramenta é uma resposta ao volume cada vez maior de candidatos disponíveis no mercado e aos antigos métodos de controle adotados pelas empresas no gerenciamento dos processos de seleção, como planilhas e e-mails, que já se mostraram ineficientes.

Com a tecnologia da videoconferência, o gestor passa a ter um histórico das avaliações feitas no passado, o que contribui para a eficácia do processo. Isso porque sistemas inteligentes possibilitam o armazenamento e organização de informações utilizadas, que podem ser acessadas com facilidade a qualquer momento.

Além disso, trata-se de uma solução interessante, já que elimina o tempo de locomoção do candidato. Dessa forma, o recrutador pode contar com a participação de pessoas de outras localidades no processo, por exemplo, o que garante flexibilidade tanto para o entrevistado quanto para o entrevistador.

Como a videoconferência pode ser utilizada?

Recrutadores têm utilizado o recurso do vídeo, basicamente, em duas frentes: entrevistas gravadas e entrevistas ao vivo. Veja como tirar o melhor proveito dessa ferramenta em cada uma dessas situações:

Entrevistas gravadas

Nesse caso, o recrutador monta as perguntas, estabelece um tempo mínimo e máximo para cada resposta e envia tudo isso para o candidato.

O entrevistado, por sua vez, ao receber esse material, terá um tempo para se preparar. Assim que se sentir seguro, poderá gravar o vídeo com as respostas e enviá-lo de volta para o recrutador.

Com um questionário padrão, o entrevistador pode estabelecer mais facilmente uma comparação entre os candidatos, o que torna a avaliação mais rápida e assertiva.

Geralmente, as empresas que utilizam esse processo não o fazem com a intenção de substituir a entrevista ao vivo. A gravação, na verdade, funciona como uma etapa anterior, em que o entrevistador busca perfis mais adequados para que, então, sejam chamados os candidatos para a etapa ao vivo. Dessa forma, com uma avaliação prévia do que foi gravado, o recrutador pode diminuir a quantidade de entrevistas presenciais ou ao vivo.

Outra vantagem da entrevista gravada é a possibilidade de avaliar a fluência em línguas apontada no currículo do profissional.

Entrevistas ao vivo

videoconferência ao vivo é uma segunda frente. Por meio desse recurso, o recrutador realiza a entrevista à distância, sem necessidade de deslocamento do candidato, ao mesmo tempo em que consegue fazer sua avaliação como em uma entrevista presencial, já que é ao vivo.

Como esse tipo de tecnologia hoje é bastante familiar, os usuários não encontram problemas na sua utilização, mas os candidatos precisam estar atentos a um detalhe importante: devem encarar esse tipo de entrevista como se estivessem indo pessoalmente à empresa. Então, alguns cuidados devem ser avaliados, tanto pelo recrutador, quanto pelo entrevistado. Veja a seguir:

Programar a entrevista com antecedência

Antes da entrevista, entrevistado e recrutador devem estar cientes e programados para que, na data e horário marcados para a entrevista, ambos estejam conectados. Uma dica valiosa para o candidato é certificar previamente os dados de e-mail do recrutador, para evitar qualquer tipo de problema.

Testar o equipamento

Faça sempre um teste de áudio e confira se a câmera está em ordem. Não se esqueça de que o computador precisa ter uma velocidade boa. Na hora da entrevista, feche todos os outros programas para evitar uma atualização inesperada e para manter a velocidade da internet constante.

Ter um login profissional

É muito importante utilizar um login profissional nesse tipo de entrevista, principalmente por parte do candidato. Apelidos ou fotos descontraídas demais também devem ser evitadas em videoconferências para recrutamento.

Escolher um local adequado

O ideal é se planejar para que a entrevista ocorra em um local organizado e sem ruídos. Caso o entrevistado esteja em casa, é fundamental pedir aos demais moradores que não o interrompam e mantenham silêncio. No ambiente profissional, a mesma regra é válida.

Vestir-se adequadamente

O candidato deve se vestir como se fosse a uma entrevista presencial, sempre de acordo com o cargo pretendido. Em uma videoconferência é muito importante manter a postura profissional. O recrutador também deve manter um vestuário condizente com a cultura e valores da empresa.

Enfim, é fundamental que, tanto os entrevistados quanto o departamento de RH das empresas utilizem a ferramenta de videoconferência da melhor forma possível, explorando todos os seu benefícios.

A videoconferência ajuda recrutadores a analisarem características dos candidatos como em uma entrevista presencial, mas sem a necessidade de deslocamento. Por isso, o entrevistado deve manter a preocupação com seu marketing pessoal da mesma forma, afinal, a única diferença de uma entrevista padrão é a divisão do mesmo espaço físico!

Por todas essas vantagens, a tendência é que a videoconferência para recrutamento seja cada vez mais utilizada pelas empresas. Quer continuar por dentro de outras novidades? Siga nosso perfil nas redes sociais e acompanhe conteúdos exclusivos diariamente: estamos no LinkedIn e no Facebook!

Videoconferência

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *