18/05/2017

Tecnologia da Comunicação: gerando vantagem competitiva para a sua empresa

tecnologia-da-comunicacao-gerando-vantagem-competitiva-para-a-sua-empresa.jpeg

O mundo mudou radicalmente nos últimos anos. Com a popularização dos smartphones e de tecnologias como as conexões móveis de alta velocidade, empresas passaram a ser pressionadas para mudar os seus processos em troca de um rotina mais ágil e flexível.

Nesse cenário, o investimento em tecnologia da informação e comunicação é uma peça-chave. Empresas adotam diferentes soluções de TI não só para gerar valor de mercado aos seus serviços, mas também para criar uma rotina de trabalho mais flexível, com maior mobilidade e um custo operacional reduzido.

Isso permite que o negócio consiga destacar-se diante de seus concorrentes mesmo em tempos de crise econômica. Uma empresa moderna realiza investimentos de maior retorno, uma vez que eles são feitos a partir de um processo de tomada de decisão mais dinâmico.

Ao mesmo tempo, a análise de mercado será mais abrangente, contribuindo para que a companhia consiga identificar tendências antecipadamente e adaptar-se a mudanças em prazos menores.

Quer saber mais sobre o tema? Então veja no nosso post de hoje como a tecnologia da informação pode contribuir para que sua empresa consiga manter-se à frente de seus concorrentes, encontrando as oportunidades de negócio mais lucrativas do mercado!

1. O que é a tecnologia da informação e da comunicação?

O termo tecnologia da informação e da comunicação (ou apenas TIC) é utilizado para designar um conjunto de ferramentas de software e hardware que, integradas, permitem a execução de tarefas diárias com mais agilidade e precisão. Elas são utilizadas por diferentes áreas da indústria, do comércio e do setor de serviços como forma de gerar competitividade e rotinas mais eficazes.

As TICs contribuem para ao aumento da automação no ambiente corporativo, reduzindo o número de erros na cadeia operacional. No comércio, por exemplo, elas podem ser implementadas para gerenciar rotinas com mais precisão ou mesmo aumentar a eficiência das rotinas de análise de dados. Com uma visão abrangente de todos os processos, o gestor pode criar políticas mais eficazes e flexíveis.

Já setores como o de investimentos utilizam as tecnologias da informação e da comunicação para identificar a rentabilidade de aplicações a partir do cruzamento de um número maior de fatores. Na educação, as TCIs permitem que a comunicação entre professores e alunos seja feita em mais canais, o que contribui para um processo de aprendizagem adaptado às necessidades de uma sociedade conectada e dinâmica.

As TCIs encurtam distâncias e tornam pessoas mais conectadas. Graças a elas, profissionais de diferentes setores podem ter uma rotina integrada, com alto nível de colaboração. Isso contribui para que a empresa tenha um tempo baixo de resposta ao mercado e, como consequência, mais competitividade.

2. Por que minha empresa deve investir em tecnologia?

O investimento em tendências tecnológicas é considerado como uma aplicação de recursos estratégica. Ele amplia a capacidade de atender a demandas externas e, ao mesmo tempo, contribui para que o negócio tenha uma rotina mais eficiente e com menor custo operacional.

Nesse sentido, podemos destacar como principais razões para a sua empresa investir em tecnologias da comunicação e informação os seguintes aspectos:

2.1. Potencializa produções e gera maior economia de tempo

Ter uma empresa produtiva é um dos passos-chave para que o negócio consiga atingir melhores resultados e atender várias demandas sem grandes dificuldades. Setores com um baixo índice de produtividade contribuem para que o negócio não consiga manter-se aderente a prazos, prejudicando a execução de projetos e o atendimento a demandas urgentes.

Nesse sentido, o investimento em tecnologia da informação deve ser visto como um fator estratégico: ele amplia a capacidade de profissionais atuarem com mais agilidade e precisão, reduzindo o número de atrasos em projetos ou rotinas internas. Assim, a empresa pode responder a mudanças do mercado em prazos menores, o que é considerado por muitos um fator de competitividade e diferenciação no mercado.

Ao integrar soluções de TI no ambiente corporativo, o gestor consegue reduzir prazos por meio do aumento da automação interna. Tarefas repetitivas passam a ser executadas por ferramentas de software, que são capazes de diminuir o tempo necessário para finalizar uma rotina interna.

Isso também ocorrerá com o auxílio de soluções que integram times. Uma vez que todos os setores estarão atuando em um ambiente com alto nível de colaboração, a resolução de problemas será encontrada com agilidade, contribuindo para tornar os serviços mais eficazes e inovadores.

Além disso, gestores passam a ter uma visão mais abrangente dos processos produtivos. Ao identificar com maior precisão o que está errado, o fluxo de trabalho pode ser modificado para tornar-se mais ágil e eficaz. 

2.2. Reduz os custos e organiza os negócios

Ao investir em tecnologia, a empresa consegue eliminar fatores que contribuem para o aumento dos custos operacionais, tornando as suas rotinas mais econômicas. O negócio criará processos mais eficientes, que possuem uma organização alinhada com as demandas de clientes e parceiros comerciais.

Isso pode ser obtido, por exemplo, com a adoção de soluções de tecnologia da comunicação. Ferramentas digitais voltadas para a integração de equipes tornam a troca de informações mais frequente e com menos erros. Assim, a empresa consegue manter até mesmo os profissionais com rotinas de maior mobilidade integrados ao ambiente corporativo, colaborando para a resolução de problemas e, dessa forma, contribuindo para a manutenção de serviços mais eficazes.

Vale destacar também que, ao manter times integrados, a organização interna pode ser simplificada. Times atuarão lado a lado na resolução de problemas, contribuindo para que o empreendimento tenha um fluxo de trabalho dinâmico, flexível e capaz de responder com agilidade às mudanças do mercado.

A análise de investimentos ou da cadeia operacional levará em consideração um número maior de fatores. Soluções de Big Data permitem que o gestor considere dados coletados por sensores internos e informações do mercado para avaliar quais são os melhores investimentos para a empresa. Assim, a companhia adquirirá ferramentas com maior custo-benefício e que sejam capazes de gerar mais verbas a médio e longo prazo.

2.3. Fideliza bons negócios e boas relações

As soluções de tecnologia das comunicações desempenham um grande papel para que empresas possam manter estratégias que auxiliam na fidelização de clientes e na ampliação dos canais de comunicação. Seja via web, telefone ou em mecanismos automatizados, o negócio tem, por meio da tecnologia, a possibilidade de manter uma política de suporte ao consumidor mais inovadora e dinâmica.

Os chatbots, por exemplo, facilitam a resolução de problemas ao mesmo tempo em que eliminam parte dos custos que o negócio possui para manter as suas estratégias de suporte. Também conhecidos como "robôs conversadores", os chatbots são sistemas capazes de manter uma "conversa" em linguagem natural com um humano, respondendo a comandos simples como se o atendimento fosse executado por uma pessoa.

Graças a suas APIs, o chatbot pode ser integrado a diferentes plataformas, como redes sociais, aplicativos de mensagens ou mesmo páginas web. Eles são programados para responder a comandos simples, como pedidos de troca de senhas e solicitações sobre status de compras. Assim, a empresa consegue automatizar processos simples e eliminar parte da carga de trabalho do setor de atendimento.

Um exemplo é o robô da concessionária de energia elétrica CEMIG. Disponibilizado em aplicativos como o Telegram, o @CemigBot permite o acesso a serviços essenciais para os clientes da empresa mineira, como cadastro de clientes, emissão de códigos de barras para pagamentos de contas, informação de leitura e envio de alertas de quedas de energia.

Como consequência, os consumidores da empresa possuem mais um canal para entrar em contato com a companhia e solucionar problemas básicos. Isso contribui para a diminuição da carga de trabalho do setor de atendimento, que consegue focar as suas atividades em solicitações complexas e que demandam mais atenção.

As soluções de análise de dados ampliam a capacidade de analistas identificarem tendências e avaliar a recepção de um produto ou serviço pelo mercado. O Big Data trouxe para o ambiente corporativo a possibilidade de integrar informações coletadas em redes sociais, dispositivos e aplicativos com registros internos para que o empreendimento possa avaliar a melhor forma de direcionar os seus serviços, gerando um portfólio de produtos mais adaptado às necessidades de consumidores e parceiros comerciais.

2.4. Intensifica a segurança da empresa

Investir em tecnologia também é uma forma de aumentar a segurança do negócio. Com sistemas modernos, a companhia não só atrai novas oportunidades de vendas, mas também massifica a sua capacidade de armazenar informações estratégicas em um ambiente seguro e confiável.

A virtualização de sistemas na nuvem, por exemplo, trouxe para o ambiente corporativo uma forma de executar sistemas legados em segurança. As aplicações sem suporte oficial que ainda estão integradas aos processos internos serão utilizadas em um ambiente isolado, com alta disponibilidade e escalabilidade. Assim, ainda que os equipamentos locais fiquem comprometidos, o negócio poderá manter as suas informações livres de tentativas de roubo de dados.

As novas soluções de segurança digital deram ao gestor de TI a capacidade de monitorar toda a infraestrutura do empreendimento. Dessa forma, todo o time de técnicos conseguirá identificar comportamentos suspeitos, rastrear brechas de segurança e avaliar a melhor forma de eliminar vulnerabilidades.

Isso contribui para que o ambiente digital tenha um nível de confiabilidade elevado. Isso é considerado algo fundamental para que funcionários possam executar as atividades que envolvem registros de alto valor agregado, como transações financeiras e o envio de cadastro de clientes.

Ferramentas como a VPN permitem que funcionários adotem uma rotina com maior mobilidade sem que isso comprometa a sua segurança e privacidade. A VPN cria uma rede virtual entre o computador do usuário e os seus serviços de internet.

Dessa forma, ele poderá navegar por toda a rede sem que uma pessoa capture os seus pacotes de dados, que serão enviados e recebidos por meio de um túnel criptografado. A VPN é hoje uma das principais soluções de segurança digital para quem possui um regime de trabalho com mais mobilidade. Ela integra-se a outras ferramentas para que usuários tenham uma rotina com alta segurança mesmo quando estão longe do ambiente corporativo.

2.5. Abre novos espaços para maiores investimentos

As soluções de TI também abrem espaço para que a empresa possa fazer novos investimentos, mais modernos e eficazes. Isso contribui para que o negócio consiga criar um fluxo contínuo de inovação e competitividade, colocando a companhia sempre à frente de seus concorrentes.

A computação em nuvem, por exemplo, reduz custos operacionais. Dessa forma, a empresa terá mais recursos para investir em outras soluções, que tornem o ambiente interno mais eficaz e integrado. Com isso, o gestor consegue adaptar-se a mudanças do mercado em prazos menores — algo fundamental para o negócio manter-se competitivo.

Já o Big Data, por criar o ambiente ideal para uma análise de mercado eficaz, melhora o direcionamento dos recursos financeiros. A companhia sempre irá em busca da melhor forma de aplicar as suas verbas, gerando um ambiente de trabalho mais competitivo a médio e longo prazo.

2.6. Aumenta a competitividade da empresa

Ao longo dos últimos anos, a tecnologia tem desempenhado um papel-chave para que empresas possam manter-se competitivas e inovadoras. Soluções de TI de diferentes tipos facilitaram a criação de um ambiente de trabalho mais eficaz, inteligente e conectado.

Por meio da internet, negócios conseguem atingir mais clientes, ter um fluxo de trabalho com maior mobilidade e reduzir gastos com várias atividades. Já a automatização de rotinas diminui as chances de a empresa não conseguir manter-se aderente a prazos e o número de erros em processos internos.

Criando um ambiente de trabalho conectado, a empresa pode inovar e tornar os seus fluxos operacionais mais alinhados com as necessidades do mercado. Gestores poderão encontrar novas formas de executar as suas rotinas diárias, flexibilizando processos e automatizando atividades. Assim, a empresa terá mais capacidade para competir por novos clientes e parceiros comerciais, mesmo em momentos de crise.

3. Quais as soluções tecnológicas que as empresas devem considerar?

A adoção de novas tecnologias deve ser feita de forma estratégica. A empresa deve olhar para os seus objetivos de médio e longo prazo, identificar quais são os fatores que mais necessitam de mudanças e, assim, definir uma estratégia de alto retorno.

Nesse cenário, duas soluções destacam-se entre as tendências tecnológicas por sua capacidade de gerar um grande impacto positivo no ambiente corporativo: a videoconferência, que encurta distâncias e simplifica a comunicação entre times, e a computação em nuvem, que serve como base para inúmeras ferramentas, mais escaláveis, seguras e fáceis de serem gerenciadas.

3.1. Videoconferência

As soluções de videoconferência modernas simplificam os processos de comunicação, reduzindo custos e possibilitando mais mobilidade para diferentes profissionais. Além disso, o investimento nesse tipo de aplicação torna times mais integrados, uma vez que a troca de informações será um processo simples e convergente.

Com uma ferramenta de videoconferência, um profissional pode entrar em contato com o seu time para realizar uma reunião independentemente do local em que ele estiver ou do dispositivo que utiliza. Basta uma conexão de rede móvel ou via WiFi para que, através do seu computador, tablet ou smartphone, ele possa fazer uma chama de áudio ou vídeo em alta qualidade.

Isso impactará diretamente na capacidade da empresa de fechar novos negócios e executar projetos internos. A companhia poderá agendar reuniões com mais facilidade, não dependendo da presença de um profissional no local para que o encontro ocorra. Como consequência, prazos são mantidos em dia e custos com o transporte de pessoas, por exemplo, é reduzido.

Para a realização de novos negócios, isso representa uma vantagem competitiva. A empresa não precisará ir até o local em que o cliente se encontra (e vice-versa) para realizar uma reunião ou solucionar um problema. Isso cria um processo de relacionamento mais personalizado e adaptável para as necessidades do negócio e dos seus parceiros comerciais.

As soluções de videoconferência devem ser integradas a outras tecnologias de telecomunicações do ambiente corporativo. Esse é o caso, por exemplo, dos aplicativos de comunicação via mensagens instantâneas para empresas. Eles integram-se a web, aplicativos mobile e desktop para que profissionais consigam manter comunicações simples em vários ambientes, a qualquer hora — algo fundamental para que negócio consiga ser realmente integrado.

3.2. Computação em nuvem

A computação em nuvem tem desempenhado um papel estratégico para várias empresas. Essa é considerada por muitos especialistas como uma das principais tendências tecnológicas dos últimos anos, seja pelo seu impacto ou capacidade de criar novas fontes de receita.

O uso de ferramentas na nuvem são importantes para a melhoria do negócio de diferentes maneiras. As soluções de cloud storage, por exemplo, contribuem para que o negócio consiga manter times integrados e com um trabalho mais eficaz. Além disso, a mobilidade é ampliada: basta uma conexão de rede para editar um arquivo em um tablet, smartphone ou notebook.

O compartilhamento de informações será feito com mais agilidade e controle, o que contribui para a redução de erros e aumenta a aderência a prazos. Para as equipes, será mais fácil encontrar a melhor forma de solucionar um problema ou criar documentos inovadores para projetos ou apresentações: a edição de arquivos pode ser feita em um ambiente colaborativo, com várias pessoas visualizando as modificações em tempo real.

Já a virtualização de sistemas na nuvem torna o uso de softwares mais seguro e escalável. A empresa poderá criar um ambiente digital personalizado, que permite o acesso a ferramentas de TI com o auxílio da internet em qualquer lugar do mundo. Além disso, as aplicações não serão impactadas por eventuais vulnerabilidades dos dispositivos do usuário, contribuindo para uma experiência de uso mais segura e confiável.

Um dos grandes impactos causados pela computação em nuvem é o ganho de mobilidade. Como as principais soluções de cloud computing são disponibilizadas via web, os profissionais podem manter fluxos de trabalho mais flexíveis, como os de home office, sem que isso comprometa a sua produtividade: basta ter uma conexão web para conseguir trabalhar com as suas principais ferramentas diárias.

A nuvem também proporcionou a criação de modelos de serviços em que o acesso a novos recursos é feito com mais agilidade. Esse é o caso dos aplicativos licenciados por meio do modelo SaaS (Software as a Service — ou Software como Serviço). Nesse modelo, a empresa paga uma assinatura para ter acesso à última versão de um sistema que seja compatível com o seu aparelho.

A distribuição de updates e correções de bugs de segurança também é simplificada. Em ambientes de computação em nuvem, bastam alguns cliques para que o gestor possa liberar as novas versões para os usuários, diminuindo a exposição do negócio a problemas de segurança digital. Além disso, o acesso a novos recursos é agilizado, contribuindo para a melhoria contínua da performance interna.

Vale destacar também que investir na computação na nuvem contribui para a redução de custos a médio e longo prazo. A empresa pagará apenas pelos recursos utilizados, o que é fundamental para que gastos com TI sejam reduzidos com eficiência.

4. Conclusão

A adoção de soluções de TI tem sido vista por muitas empresas como uma forma de otimizar processos internos e atingir índices de eficiência elevados. Nos últimos anos, em específico, as soluções tecnológicas ganharam um papel-chave, sendo fundamentais para que diferentes empreendimentos possam atender às novas mudanças do mercado, sejam mais inovadores e eficazes.

As últimas tendências tecnológicas destacam-se por possuírem um conjunto de características que permitem a integração de times, a flexibilização de processos operacionais e a criação de rotinas inovadoras. Graças ao Big Data, soluções de computação em nuvem, a Internet das Coisas, ferramentas de videoconferência e aplicativos mobile, o ambiente corporativo ampliou os seus índices de produtividade ao mesmo tempo em que reduziu custos.

A realização de investimentos e a criação de políticas de mercado ganhou um novo caráter, mais inteligente e dinâmico. Os serviços tornaram-se mais simples e flexíveis, sendo adaptados a diferentes cenários em prazos curtos. Além disso, com maior automação, a empresa reduz o número de erros em sua cadeia operacional e, com isso, consegue atingir um maior nível de competitividade.

Como a sua empresa pretende preparar-se para esse novo cenário? Para você, qual será o papel das novas tendências tecnológicas no seu setor? Compartilhe esse post nas redes sociais com a sua resposta!

Tecnologia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *