17/04/2018

Conheça 5 benefícios dos sistemas para gestão pública em nuvem

conheca-5-beneficios-dos-sistemas-para-gestao-publica-em-nuvem.jpeg

A computação na nuvem já faz parte de várias empresas no setor privado. Os benefícios que essa tecnologia trouxe para o ambiente corporativo permitiram que empresas agissem de maneira estratégica na resolução de problemas e no atendimento a demandas de consumidores. Dessa forma, corporações conseguiram criar serviços com custo reduzido e maior flexibilidade.

No setor público, a migração de sistemas de gestão pública pode ter um papel de destaque para o atendimento às demandas do cidadão. Com ferramentas hospedadas em ambientes de cloud computing, o poder público conseguiu eliminar desperdícios, gerar mobilidade para o servidor e garantir maior capacidade para solucionar problemas. Além disso, os níveis de transparência foram ampliados, melhorando a capacidade de pessoas identificarem problemas em setores diversos.

Quer saber por quais motivos essa transformação está ocorrendo? Então veja no nosso post de hoje as principais vantagens da execução de sistemas de gestão pública em nuvem!

1. Garantia de segurança dos dados

Um dos maiores problemas de quem trabalha com tecnologia no cenário atual é a segurança de dados. Os vazamentos de informações tornaram-se mais frequentes e, ao mesmo tempo, os prejuízos por eles causados não param de crescer. Justamente por isso, a segurança das ferramentas de TI utilizadas pelas empresas passou a ser um ponto de atenção para os gestores de TI.

No setor público, a migração de sistemas para a nuvem auxilia o governo a evitar que vulnerabilidades locais interfiram na segurança de dados dos usuários. Como as aplicações não serão executadas localmente, as chances de um vazamento ocorrer na infraestrutura local cai drasticamente.

Independentemente do local em que o servidor público encontrar-se, será possível prestar um atendimento de qualidade com a certeza de que as informações que ele utilizar não serão expostas para terceiros.

Um sistema legado, por exemplo, pode ser migrado para a nuvem para evitar que vulnerabilidades locais sejam utilizadas para captura de informações. Assim, mesmo que a infraestrutura local seja comprometida, os dados de cidadãos continuarão protegidos contra ataques.

2. Mais mobilidade

A mobilidade operacional é um fator chave para quem trabalha com atendimento ao público. E com o uso de sistemas de gestão pública em nuvem, o poder público garante que os seus servidores conseguirão atuar com alta qualidade em qualquer local que possua um acesso à internet.

Como consequência, o servidor público poderá escolher estratégias inovadoras para atender às demandas do cidadão. Eles terão mais agilidade e precisão, além de um número de erros menor.

Isso pode ser útil, por exemplo, na área da saúde. O acompanhamento de pacientes passa a ser feito com mais qualidade, uma vez que o profissional de saúde básica poderá deslocar-se até a casa de pessoas com problemas de mobilidade, com a certeza de que dados sobre prontuários e outras informações estratégicas estarão disponíveis na nuvem.

3. Economia de custos

A computação na nuvem pode trazer uma grande redução de custos para o setor público. Migrando sistemas para a nuvem, o gestor público consegue eliminar os gastos de manutenção de uma infraestrutura que não está em uso: o governo pagará apenas pelos recursos utilizados, abrindo mais espaço para a realização de novos investimentos a médio e longo prazo.

Para quem atua na área, isso será um fator estratégico. Diante do cenário de crise econômica, iniciativas que reduzem gastos tornaram-se um ponto de destaque entre as estratégias de gestão. Nesse sentido, a computação na nuvem pode ser fundamental para reduzir o desperdício de recursos financeiros públicos.

4. Mais escalabilidade de recursos

A escalabilidade é uma das principais vantagens da computação na nuvem. Ela garante que os usuários sempre terão acesso aos recursos necessários para lidar com as suas demandas.

Quando for necessário, o gestor de TI pode ampliar a quantidade de recursos contratados, evitando gargalos operacionais. Como consequência, os sistemas de gestão pública em nuvem sempre conseguirão entregar uma performance de alta qualidade, mesmo nos momentos de alta demanda.

5. Gestão de TI simplificada

A simplificação das rotinas de gestão de TI gera um grande ganho de performance para os gestores da área. E com os sistemas de gestão pública em nuvem, o profissional pode direcionar as suas atenções para o que for mais importante, evitando atrasos e queda na qualidade do trabalho de quem atua na área.

Ao investir em sistemas na nuvem, as rotinas de manutenção, backup de dados e troca de dispositivos passam a ser de responsabilidade do prestador de serviços. Assim, o setor de TI passa a ter mais tempo para investir em projetos estratégicos e no atendimento das demandas dos usuários. Isso garante ao gestor mais tempo para otimizar serviços e a rotina do setor.

6. Acesso simplificado aos dados públicos

A transparência pública é uma das maiores demandas da sociedade. Atualmente, muitas ONGs criaram iniciativas para pressionar governos a tornar dados sobre a prestação de serviços, problemas, pesquisas e demandas fatores sobre a sociedade mais acessíveis para o cidadão. E com o apoio da computação na nuvem, o acesso a registros estratégicos pode ser agilizado facilmente.

Sistemas de gestão pública em nuvem podem ser integrados a APIs para que pesquisadores, imprensa ou ONGs tenham acesso às informações sobre o funcionamento dos serviços governamentais com muito mais agilidade e segurança.

Com alguns comandos será possível coletar, de forma organizada, registros sobre qualquer área de atuação das empresas, órgãos e instituições públicas. Dessa forma, o governo aumenta a sua transparência e passa a contar com o apoio da sociedade em vários pontos.

O rastreamento de fraudes torna-se mais preciso e inteligente. Um número maior de pessoas poderá trabalhar para identificar possíveis indícios de problemas no uso dos recursos públicos e fontes de desperdícios.

Já a busca por soluções para as demandas da sociedade será mais inovadora e integrada. Pesquisadores poderão cruzar dados com outras tecnologias para identificar como o serviço público pode ser otimizado e, assim, auxiliar o governo a criar serviços de mais qualidade.

Como vimos, a execução de sistemas de gestão pública em nuvem pode ser vista como um investimento estratégico para o governo. Os benefícios incluem a capacidade de reduzir custos, a maior disponibilidade de recursos computacionais e os ganhos de escalabilidade. Eles afetarão diretamente a qualidade do atendimento das demandas do cidadão, que terá mais performance e agilidade.

Além disso, a troca de informações e a transparência será ampliada. Uma vez que dados serão compartilhados com mais facilidade, o número de pessoas que poderá auxiliar gestores públicos a solucionar demandas crescerá rapidamente, evitando que desperdícios passem despercebidos.

Se você quer saber mais sobre o tema e o que pode ser feito para gerar mais performance nas rotinas do seu dia a dia, confira o nosso guia!

Videoconferência

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *