21/07/2017

Afinal, como surgiram os serviços de videoconferência?

afinal-como-surgiram-os-servicos-de-videoconferencia.jpeg

Não é difícil constatar as vantagens que os serviços de videoconferência trazem para empresas no mundo todo, independentemente do ramo de atuação. Mas você sabe como essa história começou?

Conhecer a origem das tecnologias que um gestor de TI implementa na operação de sua empresa ajuda a encontrar novas formas de utilizá-las na otimização de processos e redução de custos. Para te ajudar a ficar por dentro desses detalhes, contaremos aqui um pouco sobre a história das videoconferências:

História da videoconferência: aproximando pessoas

As raízes dessa tecnologia como a conhecemos hoje vêm de muito tempo, ainda antes do que a maioria das pessoas têm ideia. As primeiras pesquisas nesse sentido começaram há quase cem anos: alguns relatos datam da década de 1920, sendo que a primeira solução comercial foi apresentada nos anos de 1960 pela AT&T, nos Estados Unidos.

Mas é claro, as primeiras tentativas de comunicação por vídeo eram muito caras, pouco confiáveis e nunca chegaram a se popularizar. A maior barreira na época era a banda disponível para transferir dados pela linha de telefone, um sistema muito precário para uma tecnologia tão avançada.

Mesmo assim, várias interações continuaram a surgir no mercado, e a videoconferência se tornou uma possibilidade apenas muitos anos depois.

Serviços de videoconferência: transformando processos

Foi só no fim do século passado que uma tecnologia nova para conexão de terminais e transferência de dados mudou a história das videoconferências. Se você pensou na internet, acertou!

Com a popularização da rede de computadores, empresas de telefonia e operadoras passaram a oferecer conexões cada vez mais velozes, tornando-se a primeira plataforma viável para transmissão de vídeo em larga escala.

Mas quem adotou primeiro a tecnologia? É claro que foi o mundo corporativo. A possibilidade de fazer reuniões, seminários e encontros sem ter todos os participantes no mesmo lugar transformou para sempre processos e tomadas de decisões dentro das empresas.

Implementação da tecnologia: reduzindo custos e distâncias

Hoje, os serviços de videoconferência são bastante comuns. As primeiras grandes soluções, como o Skype, desempenharam bem o seu papel de popularização da tecnologia, mas a simples ligação ponto a ponto já está muito limitada para acompanhar os avanços  mercado.

A tendência atual — e para o futuro — está nos serviços mais robustos e completos, que oferecem vantagens além da transmissão de vídeo, como a automação de processos durante a reunião, ferramentas de apresentação e colaboração, além de redução de custos. Esta é a maior vantagem que o mundo corporativo busca na adoção da tecnologia, principalmente em empresas que lidam com o setor público, no qual o orçamento é bastante limitado e processos muito burocráticos.

Os serviços de videoconferência se popularizaram por trazer economia, tanto no deslocamento e hospedagem de pessoas para reuniões quanto na centralização de processos em um só sistema, além da redução de gastos de energia.

Ou seja, esse é um investimento de retorno imediato por simplificar processos e agilizar a operação, simplesmente porque coloca pessoas frente a frente, não importando em que lugar do mundo elas estejam.

Gostou de saber mais sobre como surgiram os serviços de videoconferência? Então compartilhe esse artigo nas suas redes sociais e marque aqueles amigos aficionados por tecnologia!

Videoconferência

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *